Uso do bafômetro avança em Florianópolis

Uber lança serviço de helicóptero nos EUA; conheça
4 de outubro de 2019
Modificar o carro pode colocá-lo em outras categorias da CNH?
8 de outubro de 2019

Demorou para Florianópolis ver o avanço da Lei Seca. As blitze dos últimos meses mostram uma mudança de concepção nas três esferas: municipal, estadual e federal. As polícias e a Guarda passaram a atuar com o equipamento em diferentes ruas e rodovias, algo antes pouco visto na Capital catarinense.

Os resultados são visíveis a cada final de semana. Pelos dados divulgados nos balanços, o número de motoristas flagrados embriagados assusta, mas revela o quanto seria importante ter esta ação como rotina há anos. Neste ano, segundo dados da Polícia Militar Rodoviária (PMRv), somente nas estradas estaduais de SC, foram 321 presos pelo crime. A média de mais de um caso por dia.

Mais do que uma resposta aos condutores, as fiscalizações frequentes de embriaguez mostram que a cidade e o Estado não são lenientes para este crime, que mata pessoas e destrói famílias.

Além disso, as blitze conseguem mudar o comportamento dos motoristas. Ao invés de dirigirem embriagados, passam a adaptar suas saídas com transportes alternativos ou a definição do “motorista da rodada”. A fiscalização salva vidas e altera o hábito das pessoas.

Fonte: https://www.nsctotal.com.br/colunistas/anderson-silva/uso-do-bafometro-avanca-em-florianopolis

Alexandre Feijó
Alexandre Feijó
CONSULTOR DE TRÂNSITO Experiência de mais de 12 anos no ramo. Bacharel em Administração e Gestão em Trânsito pela UNIVALI/SC, Bacharel em Direito pela UNIBAN/SC, atua na área do Direito de Trânsito (recurso administrativo contra suspensão e cassação do direito de dirigir, infrações de trânsito em geral).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *